Projeto Semear

Projeto Semear

sábado, 8 de setembro de 2012


Você sabia que Deus não se esquece de você?
Existem momentos em nossa vida, que pensamos que Deus nos abandonou, que fomos esquecidos por ele, pois coisas ruins acontecem e parece que não vemos uma saída.
O silêncio de Deus às nossas dificuldades, é uma lição de paciência, de confiabilidade, ou seja, Deus está fazendo com que nós entendamos até que ponto estamos dispostos a confiar no seu grande poder.
Eu preguei uma mensagem esta semana, e na palavra que lemos, dizia que nas mãos do Senhor está a Força e o Poder e não há quem possa resisti-lo (II Cro 20:06). Isto é maravilhoso, pois ainda que pareça que tudo está arruinado, a Força e o Poder de Deus entram em ação.
Os discípulos estavam lutando contra uma grande tempestade, na travessia do mar, e Jesus, dormindo no mesmo barco. Eu imagino a reação deles naquele instante, lutando, gritando, quase sendo naufragados, e Jesus testando a paciência, a confiança deles n’Ele.
Quando tudo parecia perdido, Jesus levanta repreende o mar e o vento, e uma grande bonança surge e a travessia termina de forma maravilhosa.
Saiba que Deus não se esquece de você!!!! Aprenda a confiar mais no Seu Poder, na Sua Força. Confie mais em Deus.
Medite: Jó 19:25 – Porque eu sei que meu Redentor vive, e que por fim se levantará sobre a terra.
Um forte abraço!!!

Pr Luiz Carlos Santos

quinta-feira, 6 de setembro de 2012


PREGUEM O EVANGELHO VERDADEIRO

 
Vós me louvais quando falais a verdade, cada um com seu próximo, cada um com seu irmão. Falai a verdade, diz o Senhor, falai da verdade. A verdade que os profetas disseram, a verdade bendita, mas nunca maldita. A terra se encheu de engano e corrupção mas falai a verdade, sim, falai a verdade cada um com o seu irmão. A Palavra na boca e no coração. Quem é que glorifica a Deus? Eu te direi, quem fala a verdade, esse me glorificará. Falai a verdade!

Nós não podemos ir até ao Pai, o único Deus verdadeiro, a não ser através de Jesus. Jesus disse "Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida, ninguém vem ao Pai a não ser por mim". Isto significa que ninguém chegará a Deus, ninguém pode chegar a Deus a não ser através de Cristo. Não chegamos a Deus através de um ritual qualquer que pode ter até severidade contra a carne mas não pode mudar seu coração.

Só Jesus pode mudar teu coração, se você esta cansado do seu coração, sentindo desesperadamente necessidade de ser completo, só Deus pode te completar. Não é um ritual que vai te completar, não é um sacrifício, é Jesus. Ninguém chegará a Deus através dos seus próprios méritos, é somente através de Jesus que podemos chegar a Deus.

Por Jesus podemos ter perdão de nossos pecados e paz novamente com Deus, de graça. Quem tem sede, vá a Ele e beba.

Falem a verdade, falem Jesus, pois a luz é melhor do que as trevas, a sabedoria é maior que a loucura, o bem sempre vencerá o mal. A luz resplandece nas trevas e as trevas não podem prevalecer, apenas falem a verdade, falem Jesus, não importa se a mentira cresce ou o amor esfria na face da terra, falem a verdade!

domingo, 2 de setembro de 2012

Hoje foi um dia de vitoria em estrela do indaia Mg ,Escola dominical tinha 25 pessoas ,evangelismo foi uma bençao mesmo com o sol forte Deus fez maravilhas e a noite nao poderia ser diferente culto com 28 pessoas foi um milagre (aleluia) Dois jovens aceitou Jesus ..e Deus falou poderosamente na palavra ! Senhor eu te agradeço de todo meu coraçao,ore pelo Projeto Semear .

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

As 3 Táticas de Josafá Para Alcançar a Vitória


As 3 Táticas de Josafá Para Alcançar a Vitória

“Então, Jeosafá temeu e pôs-se a buscar o SENHOR; e apregoou jejum em toda a Judá.” (2 Cr 20.3)

Nenhum indivíduo está isento de contraírem inimizades, principalmente quando há conflitos envolvendo lideranças. 

Jeosafá foi surpreendido no momento inesperado, e pelo que nos mostra o texto ele estava despreparado para o confronto militar, pois o seu contingente era muito menor do que o dos inimigos (2 Cr 20.1,2) foi isso que levou Jeosafá a temer (2 Cr 20.3).

Vejamos a reação de Jeosafá, a atitude, oração e vitória que ocorreu quando:.
• Josafá temeu, buscou ao Senhor por meio de jejum e oração, pedindo-Lhe socorro.

• Há oração e jejum, o Espírito do Senhor começa a agir no meio da congregação.

• O Senhor escolheu para usar um levita, um dos cantores do Templo: JAAZIEL, cujo nome significa DEUS VIGIA SOBRE MIM. Este levita, inspirado pelo Espírito Santo, profetizou palavras de consolação divina, demonstrando O PODER DA VERDADEIRA PROFECIA.

• Primeiramente, Deus tirou o temor do coração de Josafá, mostrando-lhe que a peleja é d`Ele ( Cr 20:3, 15).

• Depois, o Senhor começou a traçar as estratégias, demonstrando a Sua onisciência, onipresença e onipotência, porquanto:

• (A) - Sabia onde o inimigo se encontrava;

• (B) - O que estava fazendo;

• (C) - Haveria vitória sem haver luta corporal;

• (D) - O Senhor era com eles (2 Cr 20.16-17)

• (1) - Josafá reverenciou Deus, confiou no Seu poder e agradeceu, antecipadamente, pela vitória prometida ( 2 Cr 20:18);

• (2) - Josafá não levou armas carnais; só espirituais: a fé e o louvor ( Cr 20:19);

• (3) - Josafá exortou o povo a crer em Deus para alcançar segurança, e confiar nos profetas do Senhor, para que prosperidade fosse alcançada ( Cr 20:20);

• (4) - O PODER DA VERDADEIRA PROFECIA foi tão grande, que Josafá ordenou cantores para o Senhor, que saíram marchando à frente do exército, louvando a Deus, e dizendo: RENDEI GRAÇAS AO SENHOR, PORQUE A SUA MISERICÓRDIA DURA PARA SEMPRE! Ou seja: A batalha já estava ganha pelo PODER DA VERDADEIRA PROFECIA! ( Cr 20:21)

• (5) - Bastou o louvor ter início para Deus começar a agir! O Senhor pôs emboscadas contra os inimigos, que foram totalmente desbaratados, não havendo nenhum sobrevivente ( Cr 20.22-24)

A Reação do Rei Josafá
A reação de Jeosafá foi de grande medo, isso é muito natural acontecer quando o sujeito encontra-se ameaçado, ora os seus inimigos eram em grande número e mais forte do que ele, mas em toda ação uma reação, seja ela de covardia ou de coragem (2 Cr 20.3).

Vejamos agora “As 3 táticas de Josafá para alcançar a vitória”

1. Atitude
A atitude de Jeosafá foi a mais correta, buscar o SENHOR, ele enfrentou de maneira exemplar conduzindo o povo a ter a melhor saída para a situação.

a) Reuniu o povo; (2) Buscou o Senhor com jejum;
b) Reuniu outras pessoas para orar; 
c) Confessou ser incapaz para vencer aquela batalha;
d) Obedeceu a voz do Espírito Santo;
e) Creu e confiou inteiramente na sua palavra (2 Cr 20.3-12).

2. Oração
No texto encontramos cinco verdades principais nas quais Jeosafá expressa a sua confiança no SENHOR; 

a. Ele sabia que Deus tem poder sobre as pessoas em qualquer situação; 
b. Para ele o Senhor tinha sido fiel no passado, presente e seria no futuro; 
c. Ele sabia que sem o Senhor jamais alcançaria vitória; 
d. Sabia que as promessas de Deus jamais falhariam, e que era um fundamento para a sua fé; 
e. Sabia que a presença do Senhor resultaria numa grande vitória (2 Cr 20. 6,7,14-17,20).

3. Louvor
Aconselhou-se com o povo e ordenou cantores para o SENHOR, que, vestidos de ornamentos sagrados e marchando à frente do exército, louvassem a Deus, dizendo: Rendei Graças ao SENHOR, porque a sua misericórdia dura para sempre. (2 Cr 20.21).

Irmãos, harpas e flautas não são as armas mais potentes para se levar ao campo de batalha! Por outro lado poderia ter sido uma boa oportunidade para se livrar dos que cantam muito alto ou tocam desafinado! A orientação estranha de Deus tinha a finalidade de mostrar a Josafá que a vitória só vem por seu Espírito, não por armas ou exércitos.

À medida que os cantores começaram a cantar, vejam só o que aconteceu com os inimigos: Tendo eles começado a cantar e a dar louvores, pôs o SENHOR emboscadas contra os filhos de Amom e de Moabe e os do monte Seir que vieram contra Judá, e foram desbaratados. (2 Cr 20.22).

O segredo da nossa vitória sobre qualquer circunstância da nossa vida está exatamente neste ponto: louvar e cantar! Essa vitória memorável ensinou ao povo daquela época e também a nós nesta manhã, que o louvor e a adoração são elementos vitais na batalha espiritual.

Através do louvor e de uma vida de louvor, Deus pode alcançar uma pessoa. Este mundo não tem nada parecido com a música de louvor e adoração que cantamos. Talvez você pergunte: por quê? Porque Deus habita no meio dos louvores de seu povo! Porém tu és Santo, o que habitas entre os louvores de Israel. (Sl 22.3).

A multidão pode cantar o hino nacional juntos num campeonato de qualquer modalidade ou pode cantar junto uma canção antiga e conhecida num concerto. Mas, a música de louvor e adoração ao nosso Deus é prerrogativa exclusiva da igreja que foi comprada com o sangue do Cordeiro. Irmãos, quando falo em superar as circunstâncias, não estou falando em usar a inteligência para resolver um problema. 

Estou falando de fé além das circunstâncias. Estou dizendo que não importa qual seja a situação, Deus está no controle de cada detalhe de sua vida como cristão. O nosso Pai sabe o que está fazendo.

Ele nos prometeu que: Todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito. ( Rm 8.28b).

Quando a nossa confiança é depositada em Deus, ela nos leva ao caminho da vitória, essa confiança deve ser permanente e em todas as circunstâncias. Deus sempre quer nos ajudar nas batalhas, mas devemos nos organizar espiritualmente como fez Jeosafá naqueles dias. Não devemos nos curvar e nem entristecer diante das situações, por mais danosa que ela seja, devemos crer que superaremos, essa é a garantia da nossa vitória. A vitória de Jeosafá aconteceu de forma milagrosa, porque a peleja não era dele, mas do Senhor (2 Cr 20.17), foi cantando e adorando que eles alcançaram a vitória.

Ele ainda é o mesmo, acreditemos sempre, porque nEle não há sombra, nem variação “Crede no SENHOR, vosso Deus, e estareis seguros” (2 Cr 20.20b).

Se quisermos ser vitoriosos jamais deveremos recorrer à ajuda ou recursos humanos e sim divinos; não é lutando fisicamente que obteremos a vitória, e sim tomando a atitude certa. Vivendo uma vida de constante oração e principalmente louvando a Deus. 

Assim fazendo por certo que as barreiras cairão , os ferrolhos serão destruídos e as cadeias do cárcere se romperão, em nome de Jesus. Amém!

terça-feira, 28 de agosto de 2012


O PODER DO EVANGELHO EM NOSSA EPOCA




O PODER DO EVANGELHO EM NOSSA EPOCA.

Estamos sem duvida vivendo uma epoca de muitas dificuldades na area da evangelizaçao em nosso brasil,onde se tem banalizado os metodos evangelistico dos nossos pioneiros,nunca fiquei tao preocupado como hoje,aquele tempo onde a igreja saia pelo bairro com a mocidade e irmaos,culto ar livre, a banda ,a mocidade cantava aqueles belos hinos evangelisticos que saudade,,ainda que sou da nova geraçao anos 90,,mas ainda peguei isso,onde a banda ia nos culto nos lares.
que saudade desse tempo,quando o pregador pegava o microfone e falava com ousadia a palavra e jesus salvava e curava,na maioria das vezes o mesmo nao tinha boa leitura mas pregava o verso famoso com alegria,hoje temos teologos com bom conhecimento e bem vestido..com ternos bonitos,nao que seja ruim isso,pelo contrario isso é até bom,,mas .....lembro tambem do evangelsimo pessoal porta a porta.e antes dos cultos nós iamos buscar a pessoa para o culto.
Quando o pastor avisava no culto ,dos trabalhos da semana na igreja,os irmaos na sua maioria estavam presentes nos trabalhos,era palestra,oraçao,culto nos lares ..será que esse tempo vai voltar?????????
Sei que estamos vivendo os fim dos tempos,,mas ainda a igreja pode fazer a diferença..durante uma aula de escola dominical fiz uma pergunta pra classe na qual eu dou aula...!! podemos ainda viver um avivamento na igreja nos dias atuais ?? e uma irma de 70 anos de idade me respondeu ...nao!! Deus me deu um despertamento muito grande ...e criamos o projeto semear ,chamei agums irmaos despertados ...e 2 vezes por semana sairmos pela cidade de quartel geral,fazendo aquele trabalho porta a porta..e durante 3 dias cultos ar livre noturno..sei que ainda é pouco mas é um inicio....vamos despertar ....Deus conta com você....

Pr Luiz Carlos Santos.

Admirador ou Adorador?


dmirador ou Adorador?


Essa postura contemplativa é antiga, os gregos já adotavam esse comportamento: Assentavam-se à beira de um lago ou num belo jardim e ali ficavam horas acreditando que pelo fato de serem contemplativos chegariam mais perto de Deus ou daquilo que pensavam ser deus. Contemplavam, mas não tinham uma ação concreta.
Quando Jesus encontra com a mulher samaritana, ele lhe diz algo que vai ao cerne de sua mente, de sua idéia de adoração. Está registrado em João 4: 23, 24 “ Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem. Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade ”. A exemplo tanto dos gregos, quanto da mulher de Samaria, é comum até os dias de hoje pessoas que são apenas admiradores de Deus, da igreja, da religião. Simpatizam-se, entretanto, não querem um envolvimento com a obra. Algumas posturas são nítidas nos admiradores: estão ali, sabem tudo o que acontece, estão atentos aos detalhes, mais atentos aos erros do que às virtudes. Por serem apenas admiradores, têm uma postura crítica. Jesus tinha muitos problemas com eles. Os fariseus, por exemplo, criticavam Jesus em tudo: se curava, era no dia errado, pois no sábado não podia acontecer milagres. Quando ressuscitou Lázaro, depois de uns dias queriam matar não apenas Jesus, mas também a Lázaro por ser agora uma testemunha viva do poder de Deus. Conseguiam atentar ao fato de os discípulos não terem lavado as mãos antes de comer, (isso era pelo ritual e não pela higiene) mas não conseguiam enxergar por dentro de si mesmos a sujeira, não da rua, mas do pecado que os fazia sepulcros caiados, como foram chamados pelo próprio Jesus. Estavam podres por dentro, mas sempre eram críticos, admiradores atentos ao que pressupunham estar contraditório, sem entretanto, agir de conformidade com a Palavra de Deus. Há muitos anos conheci uma pessoa que dizia assim: “ não quero me envolver. Gosto de chegar após o início do culto e sair antes do término, quero só receber oração, mas não quero cargo ”. Os admiradores estão sempre na defensiva, sempre certos, têm uma explicação lógica para essas posturas, não aceitam o confronto do Espírito Santo. A mulher samaritana ao conversar com Jesus estava pronta para fazer perguntas, para questionar Jesus: “ Como sendo tu judeu, me pedes de beber a mim que sou mulher samaritana ”? Ou, “ tu não tens com que tirar, e o poço é fundo ”. E ainda, “ És tu maior que o nosso pai Jacó que nos deu o poço ”? Jesus vai ao âmago da alma daquela mulher: “ Vai, chama o teu marido.... disseste bem: não tenho marido, porque tiveste cinco e o que agora tens não é teu marido ”. Ela reocupava-se também quanto ao lugar da adoração, se no monte ou em Jerusalém. Mas não conseguia enxergar seu pecado, sua contaminação moral. Jesus deixou claro que a postura é que valia não o lugar. Nunca pense em adotar essa postura de admirador, se por falta de esclarecimento tens permitido que isso faça parte de você, lembre-se do que foi dito à mulher samaritana: “ O Pai procura adoradores. Adorar é prostrar-se, é se entregar sem reservas, é obedecer, é estar pronto a agir pela causa do evangelho com base na Palavra, não naquilo que acha. É trabalhar, é abnegar. É ter compromisso.É dizer sim, pode contar comigo! A causa do evangelho nunca precisou de admiradores, precisou, e sempre precisa de gente para trabalhar. Esteja disponível!

Pastor Luiz Carlos Santos